Melancolia barroca

O passatempo favorito dos héteros de São Paulo no último dia 9 de maio era zoar com os amigos que iriam no show de Rufus Wainwright. Já na entrada do cantor no palco todas as brincadeiras poderiam ser verdadeiras. Rufus é gay no mais puro sentido que o termo pode ter e com toda a intensidade que alguém pode o ser. Terninho xadrez cobrindo uma camisa desabotoada mostrando o peito, cabelo superarrumadinho, as mãos balançantes, sotaque carregado de manhas. E voz e carisma capazes de calar qualquer crítica.

Despojado dos arranjos e das cordas que adornam seus álbuns, o canadense fez um show intimista quase solo, com algumas intervenções de sua mãe e da irmã Martha Wainwright. Diante de uma platéia que ia aumentando conforme o show ia rolando – aquele foi o dia em que São Paulo teve seu maior congestionamento (262 km) o que fez o show atrasar por alguns minutos –, ele fez o que quis. Abusou de seu humor tipicamente gay, ironizou tudo – inclusive a si mesmo, quando foi tocar violão – e esbanjou uma simpatia difícil de se ver.

Como que em uma celebração, a platéia acompanhava as músicas em coro tímido, típico de reverência. Nem nas músicas mais conhecidas, como “Cigarrettes and Chocolate Milk” e as versões de “Hallelujah” (de Leonard Cohen, presente no filme Shrek) e “Somewhere Over The Rainbow” (eternizada por Judy Garland em O Mágico de Oz), a voz de Rufus chegava perto de ser abafada. Um show de mais de cerca de duas horas que parece ter durado 15 minutos, no bom sentido, tamanha a capacidade do artista em envolver a platéia com suas canções de melancolia barroca estupenda.

Ao final da apresentação, era notável a expressão de satisfação em todos os que deixavam o Via Funchal. Um belo final para mais um dia caótico em São Paulo. Se para alguns parecia que Rufus Wainwright resolveu tirar férias no Brasil e aproveitou para fazer alguns shows e tirar uma graninha, só resta dizer sorte daqueles que puderam ver uma das melhores apresentações do ano.

Anúncios

Tags: , , ,

Uma resposta to “Melancolia barroca”

  1. poetriz Says:

    Parece que foi bacana mesmo o show.
    Anotei o cantor, não conhecia ele…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: