Archive for agosto \27\UTC 2008

“Tem sido um longo e frio inverno”

agosto 27, 2008

Olha, eu daria tudo para que esse título fosse verdade, mas em São Paulo o inverno tem sido quente até demais. O que não importa em nada, porque sexta à noite eu embarco pra Florianópolis rever amigos e, principalmente, assistir ao show d’Os Pistoleiros, os autores do verso que dá título a este post. Desde que descobri os caras pirei e fiquei muito a fim de ver um show. Quando soube da reunião não pude deixar de fazer essa mini-loucura. Não vou falar muito porque já tenho refletido demais nos últimos dias e tudo que eu tenho pensado está se estruturando em um texto pós-show, então se eu falar agora perde a graça. Mas a expectativa é grande – e não só minha. Saca só o vídeo que o Marquinhos, da Contracapa do Diário Catarinense (aliás, a grande responsável pela reunião, já que a festa de sábado comemora os dois anos da coluna), fez no ensaio da banda. E digo mais, olha o que o Xuxu, ex-Pipodélica, escreveu sobre o ensaio.

Aproveita também e assiste aqui embaixo o clipe de “Blá, blá, blá”, da Pipodélica. Eu me arrepio toda vez que vejo, porque tem alguns lugares que aparecem no clipe que fizeram parte da minha vida. A cuia (aquele objeto branco, do lado de uma chaleira preta, que o moleque escala perto de 1’20” do vídeo e que, em seu tamanho original, é usada para tomar chimarrão), em especial, fica na divisa entre Santa Catarina e Rio Grande do Sul, perto de Vacaria, um lugar por onde, na minha infância, eu passei a cada dois meses para visitar meus parentes. E tirei muita foto ali. A ponte branca que aparece logo depois é a ponte que separa os estados e o lugar de onde minha mãe sempre dizia que ia me jogar se eu não ficasse quieto nas viagens (óbvio que era brincadeira). Enfim, o clipe tem gosto de infância para mim e, não sei se por isso, é uma das minhas músicas favoritas da banda – tá empatada com “Memória Multicolor”.

Então, esperem o relato deste que promete ser um show histórico.

P.S.: Estou participando de um blog coletivo super legal lá no iG, o Bebidinhas. Colá lá que tem post meu =)

“Our love is all we have”

agosto 4, 2008

Deixe o vídeo carregando e preste atenção no que acontece a partir de 2’20”. Não tem como não se emocionar com a platéia do Lollapalooza cantando a plenos pulmões o verso que dá título a este post. Fora que “Jesus, Etc” é uma puta canção de amor, um pedido de confiança irrestrito e como que uma promessa de companhia. E quando ele canta “our love is all we got, honey, everyone is a burning sun” é algo tipo “nosso amor é eterno e tudo mais é efêmero”. Emoldurado por um típica melodia do Wilco, dessas que parece que você já ouviu antes, tão boas, simples e aconchegantes, então, te nocauteia sem chance de recuperação. Não à toa eu e a Roberta sempre pensamos que as músicas deles estavam em alguma trilha sonora de filme.

Há um tempo atrás eu não gostava de Wilco. Não entendia o que as pessoas idolatravam tanto na banda. Até que resolvi ouvir o Yankee Hotel Foxtrot com cuidado. E foi justamente “Jesus, Etc” que me conquistou. Depois dela, virei fã. Sim, Alemão, você venceu.

Falando em Wilco, aqui tem duas músicas inéditas deles, “One Wing” e “Sunny feelings”. Elas soam como… Wilco. Tem um pouco de experimentação e a primeira tem um solo enorme no final, mas como bem dizia o Jonas, de que adianta colocar um guitarrista de jazz (Nels Cline) na banda e não deixar ele solar à vontade?

Pra quem quiser ouvir o show inteiro do Wilco no Lollapalooza dá pra baixar aqui. Tem outros shows (to baixando o do Raconteurs agora) e eles prometem atualizações. Vale muito a pena.