“Só me interrompe no final”

Esses dias eu tava conversando com uma amiga sobre o quase um ano que eu estou em São Paulo. Desde então eu tenho pensado em todo este tempo, esboçado um mini-balanço mental. A primeira coisa que eu consigo pensar e lembrar é da quantidade de shows que eu vi, tanto nacionais como internacionais. Foi muita coisa, desde shows antológicos até grandes merdas. E nessas eu me peguei pensando: “eu vi todos os shows de bandas nacionais que eu queria ver” (menos o Mopho, que tocou uma única noite aqui lá no Berlin, perto de onde Judas perdeu as botas, e eu não quis ir sozinho, então não conta).

Bem, hoje o Marco fez essa minha teoria cair por terra. Dias 27 e 28 de dezembro, no Sesc Pompéia, tem show do Pato Fu. Tudo bem, eu já vi dois shows solos da Fernanda e também um pocket show deles na Fnac do Shopping Morumbi, mas não é a mesma coisa, nem de longe – e olha que o pocket foi maravilhoso. Na verdade, a cena mais marcante minha com o Pato Fu aconteceu totalmente por acaso. Eu estava em São Paulo apurando meu TCC, hospedado na casa de um amigo na Augusta. Era uma terça-feira e lá pelas 14h eu ia na redação da Rolling Stone. Enquanto matava tempo andando pela Paulista, eu resolvi entrar na Fnac Paulista pra dar uma olhada em alguns livros e CDs – como sempre. Naquela semana o Pato Fu estava lançando seu último disco, Daqui Pro Futuro, em São Paulo, e faria uma série de pockets, sendo que na quarta-feira eu tinha entrevista marcada com eles no Shopping Morumbi. Quando eu andava pela Fnac Paulista fui seguindo um determinado barulho e me deparei com o final do pocket do Pato Fu, que eu achava que só fosse acontecer algumas horas depois. Era o começo de “Sobre O Tempo” e a letra era levada apenas pelo público que lotava o café da livraria. Foi talvez o momento mais reconfortante da minha viagem.

Na verdade eu deveria ter assistido o primeiro dos shows da banda no Sesc Vila Mariana, estava com nome na lista e tudo, mas eu tinha coisas mais importantes a fazer em Florianópolis e acabei antecipando em um dia a viagem de volta. Digamos que eu apenas adiei meu encontro com eles. Dessa vez não passa. E eu que achei que já dava pra fechar minha lista de melhores shows do ano…


Esse foi o pocket que eu vi no Shopping Morumbi


Um pouco da emoção que eu senti ouvindo “Sobre O Tempo” cantada em coro


Uma das minhas músicas favoritas da banda

imagem-006
Eu não sou de bancar o tiete, mas não tinha como deixar passar essa =)

Anúncios

Tags: , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: