Holger e Dirty Projectors na Clash dia 02/12

holger dirty projectors

Na quarta-feira da próxima semana, dia 02/12, o grupo americano Dirty Projectors se apresenta em São Paulo na Clash. A banda é, mais precisamente, do Brooklyn, em Nova York, e assim como os grandes expoentes da cena local (TV On The Radio e Vampire Weekend), faz um rock experimental ao extremo, unindo batidas eletrônicas, guitarras minimalistas e clima etéreos de teclados, e lançaram um disco elogiadíssimo em 2009, Bitte Orca. Dá uma ouvida no MySpace dos caras, principalmente na melodiosa “Rise Above”, do disco homônimo lançado em 2007.

Quem abre o show dos nova-iorquinos são os paulistanos do Holger. No vídeo acima você pode ter uma pequena noção do que é o show dos caras, quando as músicas, extremamente influenciadas por boa parte do que se convencionou chamar de indie (Pavement e New Order à frente), crescem bastante e se unem à performance contagiante dos cinco no que é um dos grandes shows do rock brasileiro na atualidade.

A banda já começou a gravar algumas demos para o álbum que deve ser lançado em 2010. Abaixo você pode ouvir “Caribean Nights”, uma dessas faixas, com um clima bem Vampire Weekend. Aproveita e repara no riff totalmente New Order de “The Auction”.

Os ingressos para o show na Clash custam R$ 50,00 antecipados na Neu Club, R$ 60,00 antecipados no Ticket Brasil ou R$ 80,00 no dia do show. Antes o Dirty Projectors ainda toca no Goiânia Noise no dia 28/11 e no Teatro Odisséia, no Rio, dia 29/11. O Holger faz show gratuito na madrugada de sábado para domingo no Vira Cultura, que rola no Conjunto Nacional, em SP.

Anúncios

Tags: ,

7 Respostas to “Holger e Dirty Projectors na Clash dia 02/12”

  1. ludovico Says:

    Olá. Clima meio vampire weekend, riff ”totalmente new order”. Qual o sentido disso? is it a real band with real artists or just a bunch of rua augusta kids being cool and pretty and sounding like another band from the 80’s? Os anos 2000 já eram. Abraço,

    • Tiago Says:

      os anos 2000 tao indo embora mesmo =) que venham os 2010

      agora, brincadeiras à parte, entendo sua questão sobre o som ser derivativo, mas, né, se formos pensar hj em dia pouca coisa não o é. a questão é acrescentar algum elemento particular (seja ele qual for) a uma fórmula, ou pelo menos “copiar” o som direitinho. é bizarro, mas as vezes a derivação fica melhor do que o original. ou é so meu gosto que é anormal =(

  2. pedro hollanda Says:

    tiago, não sei se voce notou, mas essa rise above é uma cover do black flag!!! eles regravaram o álbum damaged inteiro.

  3. danburity@hotmail.com Says:

    Vampire Weekend não é do Brooklyn e sim de uptown Manhattan. Nada mais distante do Brooklyn…

  4. Amanda Says:

    Humm…. Eu vou heim!! ….RSrsr

    Olha só esse estudio para montar em casa que foda!!

    http://www.whatiscoolforyou.com.br/2009/11/logic-studio.html

  5. Dum De Lucca Says:

    Que lixo indie!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: