"Não precisamos saber pra onde vamos, nós só precisamos ir"

Humberto Gessinger é um gênio incompreendido do rock nacional? Nessa segunda, 11 de janeiro, foi o aniversário de 25 anos do primeiro show do Engenheiros do Hawaii e o assunto gerou comoção no twitter, o que me levou à pergunta anterior. Fato é que a banda sempre possuiu uma relação de amor e ódio com crítica e público desde que lançou o primeiro disco, Longe Demais das Capitais, lá em 1986.

Eu, particularmente, só fui saber que não era legal gostar de Engenheiros quando entrei na faculdade. Até então, quando morava na minha querida Curitibanos, Humberto e sua trupe eram unanimidade e garantia de show lotado. Aí um dia eu comecei a ver as reclamações sobre os jogos de palavra simples das letras, do instrumental recalcado e retrô, mezzo progressivo mal tocado. E, bem, há coisas indefensáveis sobre o Engenheiros (como a letra de “Parabólica”, por exemplo), mas a banda – e Humberto, principalmente – pagou o preço de ter seguido à risca suas convicções durante toda a carreira.

gessinger_03

O Miranda, quando entrevistou o cantor para a Bizz, disse que finalmente tinha entendido qual era a da banda: eles são caras que tomam leite no café da manhã. Em suma, pessoas normais, a antítese do que você espera de um rockstar. Por causa desse seu “jeitinho” normal e mais recluso, acabou que o Engenheiros nunca fez parte de turma nenhuma na história do rock nacional, trilhou um caminho paralelo e próprio, mesmo sendo da geração do rock 80, ficarando à margem da turma formada por Legião, Titãs, Paralamas. E mesmo na terra natal eles também eram excluídos – imagina, o Engenheiros valorizava a chamada MPG (Música Popular Gaúcha), tudo que Miranda, Replicantes, Cascavelettes e toda aquela turma do rock gaúcho odiavam. Até regravar música do Gaúcho da Fronteira (vídeo abaixo) eles regravaram.

Existe uma história sobre a gravação de “Terra de Gigantes” que explica esse posicionamento de “fazemos o que queremos, do nosso jeito”, uma atitude meio rebelde sem causa juvenil. Quando a banda gravava o segundo disco, A Revolta dos Dândis, um produtor que passava pelo estúdio ouviu a música e achou muito boa, dando a dica de que se a banda acrescentasse bateria à canção aquele seria um hit fácil. De birra, a música tem uma bateria que entra e sai – e a letra nem entrou no encarte. Mas a banda continuava fazendo sucesso, então as “irreverências” serviam para fortalecer o elo com o público.

Daí pra frente o Engenheiros construiu uma carreira linear e sem problemas de popularidade, sem ter que apelar para discos acústicos ou de versões para resgatar a fama – fenômeno bem diferente de todos de sua geração. Aliás, quando quase ninguém sabia o que era o tal formato acústico no Brasil a banda lançou o sensacional disco ao vivo Filmes de Guerra, Canções de Amor, em 93, último registro com o guitarrista Augusto Licks e que traz versões intimistas e recheadas de sentimentalismo para as canções. Na contramão do público, o egocentrismo e a mania de Gessinger de trocar as formações da banda tal qual um Sílvio Santos ajudaram a aumentar o ranço da crítica com o cantor e a banda.

Por isso é legal ver tanta gente citando letras de músicas de Gessinger no “Engenheiros do Hawaii Day”, que rolou no twitter para comemorar os 25 anos do primeiro show – aqui você confere tudo que foi postado. Porque Humberto Gessinger pode não ser nenhum gênio, errar muito quando insiste em jogos de palavras, mas quando acerta ele costuma ser muito bom.

P.S.: A quem interessa possa, os versos que eu postei no twitter e quem para mim são grandes acertos poéticos de Gessinger foram:

– “Viver assim é um absurdo como outro qualquer Como tentar o suicídio ou amar uma mulher” (de “Muros e Grades”)
– “
Pergunte ao pó por onde andei há um mapa dos meus passos nos pedaços que eu deixei” (de “Ando Só”)
“Não importa se só tocam o primeiro verso da canção, a gente escreve o resto sem muita pressa, com muita precisão” (de “Exército de um Homem Só”)
“A dúvida é o preço da pureza, e é inútil ter certeza” (de “Infinita Highway”)
“Devolva-me o que voce levou ou leve-me contigo, perca-se comigo” (de “Faz Parte”)

E pra quem achava que o Felipe Dylon tinha sido pioneiro nessa loucura de fazer rastafári

Anúncios

Tags: ,

118 Respostas to “"Não precisamos saber pra onde vamos, nós só precisamos ir"”

  1. Renato Says:

    Belo post, só discordo quando dizem que os EngHaw nunca moraram no eixo Rio-São Paulo. Por anos, Humberto viveu no Rio e só retornou para PoA alguns anos átras.
    valeu!

  2. Jones Mendes Says:

    Ah então não legal curtir Engenheiros?? Vixe. Então ferrou. Eu curti muito na minha adolescencia. E ainda curto as coisas que a banda fez, principalmente com a primeira formação: Gessinger, Maltz e Licks.

  3. sandro vox Says:

    Comecei a gostar mesmo de música a partir de um show dos engenheiros, no antigo Palace, show esse da turnê do disco “O papa é pop”, em meados de 1990.
    Como na época ainda era adolescente, nunca refleti de fato nessa coisa de jogo de letras nas músicas, mas sim, na mensagem que o Humberto tentava transmitir.
    Assim, acompanhei de perto a carreira dos caras até o disco “Tchau Radar”. Embora tenha me fechado rpa qualquer coisa nova deles, continuo ouvindo até hj, numa frequencia bem menor, mas ainda ouço. E gosto muito.

  4. Flávio Says:

    Mas é claro que não…
    Que necessidade é essa de considerar um cantor mediano e tb um mediano compositor em gênio? Gênio? Oras, pelo amor de Deus…
    Se considerarmos Mozart e Villa-lobos gênios, não poderemos nem pensar em considerá-lo um gênio. Antes de pensarmos nisso, temos ainda Cartolo, Chico Buarque, Tom Jobim, Vinícius de Morais, Noel Rosa e mais um bom bocado. Que tb não são gênios, mas excelentes, acima da média. Ele tá na média e isso não é demérito nenhum. Em minha profissão tb sou um mediano, reconheço e sem problema algum que tem profissionais muito mais talentosos do que eu…

    • Roger Arias Says:

      Claro que todos que você citou são gênios, mas o comentário é: Seria ele um gênio DO ROCK nacional?
      Dentro desta categoria, acho que sim. Pelo menos pra mim, do alto dos meus 31 anos, que curti muito Engenheiros na adolescência. Curti muito mesmo. E ele tem uns outros “acertos poéticos” dentro de suas letras que são perfeitos.

  5. Renato Says:

    Não é uma banda que eu mais goste. Mas não dá pra negar que os Engenheiros, quando acertam, é na veia.

    Acho que o problema/força deles está justamente no band leader – quando o cara se leva a sério demais e perde o senso de humor, acaba, cometendo umas várias chatices musicais. Aí é uma bola de neve – a banda começa a atrair fâs chatos, os shows começam a ficar cada vez mais chatos, enfim, vira rock chato, – o tal do rock “cabeça” que não necessariamene é genial.

  6. Jorge Perez Says:

    Ótimo post! Acho q no fim das contas sou um pouco igual ao Humberto, tb estou na contra-mão, já que bandas como titãs e paralamas nunca me agradaram, pelo contrário, tenho até uma certa antipatia. Na verdade qdo paro pra pensar em musica nacional o único nome q me vem a cabeça sem esforço é o do engenheiros.

  7. jamilton souza Says:

    Basta-nos começar a ouvir as porcarias de atualmente que tudo o que foi postado aquí cai por terra. Engenheiros é de longe melhor do que qualquer banda da atualidade e ponto.

  8. Mauricius Says:

    Em verdade sempre houve no Brasil uma resistência à mistura de rock com erudição. Os engenheiros do hawai foram pioneiros e acima de tudo não se preocparam com os possíveis rótulos que lhes iriam colocar. E é justamente isso que o Brasil precisava uma banda realmente desprendida da grande e destrutiva força da crítica musical.

  9. Eduardo Soares Says:

    Gessinger é um poeta marrento. A melhor banda na minha opinião.

    Os piores clipes e as melhores músicas.
    O pior marketing e o melhor conteúdo.

    Ótimo artigo.
    Um abraço
    Edu/SP

  10. Mariana Says:

    Eu acho o Humberto Gessinger sensacional. Adoro ouvir Engenheiros. POrém, ña minha opinião, ou vc gosta das musicas ou não. Não há como gostar mais ou menos. Tem musicas q amo, e outras que detesto. Mas, que nada disso me faz deixar de gostar e ouvir a banda.

    Jogo de palavras? Eu gosto.
    Também estou na faculdade e, de verdade, o que tenho visto são falsos “cultos”. Ou seja, até na faculdade, eles ouviam axé, sertenejo. De repente Maria Betania e Chico são as melhores coisas. Acho que há um falso idealismo e uma sede de viver uma época que não é nossa (a Ditadura)., Na vdd espero que não venha a ser.

    E, é por isso, porque Engenheiros continua a mesma coisa, que eu ainda ouço.

    • Maurício Says:

      Amém, Mariana !!! Inclua aí o fanatismo ilógico e injustificado a ‘Loser Manos’ !!! rs… Oh, povinho sacal os “fãs” dessa bosta !!!

  11. Ronaldo Santos Says:

    Só faltou um parte da letra de Dom Quixote..

    Por amor as causas perdidas..

  12. Ronaldo Santos Says:

    Tiago, vc deveria conhecer o projeto dele agora o “pouca vogal”

  13. emanuel Says:

    Foi a banda, em que mais shows eu fui. De formacoes que tinha na guitarra Fernando Deluque (ex-RPM), ate um show a uns 5 anos, que tinha um mulequinho no palco, tambem na guitarra. Nunca sai de um show deles sem estar embreagado de rock n roll.

  14. José Says:

    Acho que o Humberto, como comandante do Hengenheiros, tem todo o direito de trocar os integrantes, como sempre fez.. Afinal, o cara sempre carregou o “piano” sozinho. Acompanhei de 86 até 93 fielmente. Depois, meio de longe. Ainda hoje escuto bastante as musicas daquela época…”não me leve a sério, não me leve a mal, me leve para casa…” è muito bom!!
    Valeu Humberto!

  15. Marcos Costa Says:

    Não considero o Gessinger um gênio,mas nem por isso deixo de gostar dele.
    Quando ele erra ele erra feio..mas isso é humano não é?
    Chico Buarque,Caetano Veloso,Milton Nascimento,Renato Russo,Titãs ja gravaram coisas ruins tambem…
    Engenheiros não é a melhor banda de rock brasileira,mas da de 10 a zero em muitas que estão fazendo sucesso atualmente.
    Saudades do BOOOM do rock da decada de 80!!!

  16. Maurício Says:

    É engraçado ouvir falar dos anos 80 através da voz q quem não estava lá… Nunca soube de nenhuma turma que achasse “não ser legal gostar de Engenheiros” !!! E pelo q me consta, eles nunca estiveram a margem de nada… O “Revolta dos Dandis” estava na mesma estante do “Vivendo e Não Aprendendo”, do “Dois”, do “O Concreto já Rachou” sem nenhum tipo de incompatibilidade com nada… Ou eu e os meus amigos estavamos numa ‘trip’ totalmente diferente de todo mundo, ou essa molecada q pensa conhecer os anos 80 estão chapados… Ah, e só pra constar, Cascavelettes, pra nós, surgiu como uma bandinha adotada pela Globo só pra entrar “na ondinha do momento”… rs… Se não me engano entrou até em trilha de novela… Era um lixo… (Tiago, não me venha falar de “Flores em Você” pq foi uma estoria totalmente diferente, o Ira! nunca foi ‘adotado’ pela Globo).

  17. DJBENE Says:

    Parabéns pelo post. Enghaw é uma banda fabulosa que sofre com a idiossincrasia de mentes menores, que preferem aquela coisa mobral de Eduardo e Monica. Se nem o Papa é Pop, por que eles seriam?

  18. Marcelo Ribeiro Says:

    Senhores realmente é intrigante e quase sempre leviano o papel da mídia em todos os segmentos da sociedade, …..Se hoje nos “jogam” a discussão o fato de um compositor como Humberto Gessinger ser ou não um gênio pois quem acompanha a trajetória do Rock Nacional dos anos 80 saberia que os Engenheiros do Hawaii nunca se renderam a tais adjetivos e ou cobiças do mercado fonográfico, quem sabe é por isso que nunca se rebaixaram a fazer “musiquinhas para novelas” e outras situações que romperam com ideais, ou, no minímo posturas de bandas da mesma época que se perderam ao longo do caminho, e, com todo o respeito hoje tenho vergonha em escutar suas músicas atuais………
    No tocante a críticos, o simples fato de não entenderem já os incomodam, não entendem como pessoas normais, que acertam e erram, que não se valem de figurinos, poses, e sim de cultura, posicionamento e integridade podem vender, e, mais que simplesmente vender, ter arrebatado uma legião de seguidores ao longo da história de quase 3 décadas, fato que incomoda pois todas as bandas de momento, ciradas nos mesmos 30 anos, as de fórmulas vencedoras, produzidas pelos mesmos críticos/produtores, com bastante apoio mkt, apoio de mídia, roupas e cortes de cabelos do momento, já sumiram e seus componentes em sua maioria estão deprimidos e sozinhos pois não tinham o principal, CONTEUDO………………..Senhores qual album foi ou é melhor do que o de 93, Filmes de Guerra e Canções de Amor, até hoje procuram a fórmula e nenhuma banda nacional sequer chegou perto…vamos ser coerentes….
    Humberto Gessinger é como Nós que o escutamos e sempre escutaremos
    Finalizo “cutucando” os jabazeiros e demais segmentos que se dobram a quem não lhes dá atenção, com uma frase da década de 90 dita pela Banda:

    “Amem ou odeiam Engenheiros do Hawaii , Não estamos nem ae pra crítica e pro público”

    Brasil precisa de mais pessoas como Humberto Gessinger

    • Maurício Says:

      E o mais importante… Todos sabem quem é Humberto Gessinger… E ninguém mais se lembra dos nomes dos críticos que os detrataram…

  19. Kleber Says:

    Gosto muito do Engenheiros do Hawaii, e não gostei nada do Pouca Vogal. Fui a um show em Curitiba e saí decepcionado. Prefiro o Gessinger dos anos 80 e 90!

  20. Rosana Says:

    Olha, vou dizer que NUNCA gostei de Engenheiros. Sempre achei meio…Meio…Sei lá! Meio qualquer coisa!
    Mas teu texto ficou TÃO interessante que me deu uma vontadezinha de ouvir algumas coisas para rever minha posição. Só não garanto que eu passe a gostar, ok! rsrs

  21. emerson Says:

    E PENSAR QUE TEM UM MONTE DE MERDA QUE DIZEM QUE FAZEM ROCK NACIONAL (PITY, FRESNO, ETC,ETC)

    ELES TÊM É QUE APRENDER E MUITO COM O HUMBERTO, PARA DEPOIS TENTAREM FAZER O QUE ELE FAZ…

  22. Alan Says:

    Se Humberto Gessinger é gênio, então Tiririca é poeta, Mc Perlla é a nova Madonna, e por aí vai.

    • Cecília Says:

      Pra quem não se preocupa em entender a letra de uma música, apenas em ouvir sua “melodia”, você está coberto de razão. Talvez seu português seja ínfimo e sua interpretação menor ainda para perceber que o cara fala coisas atuais, que outras bandas não fazem porque estão mais preocupadas em vender discos e tocar nas rádios….

    • sidnei Says:

      Cala a boca meu……aparace cada um …..

  23. cesar Says:

    ENGENHEIROS, E EM ESPECIAL O HUMBERTO GESSINGER ESTÃO NAQUELA EXCLUSIVA E TALENTOSA RELAÇÃO DE ROQUEIROS QUE O BRASIL TEM, QUAL SEJA: RAUL SEIXAS, MARCELO NOVA E CAMISA DE VÊNUS, CAZUZA E MAIS ALGUNS POUCOS, OU SEJA, ENGENHEIROS E O HUMBERTO SÃO GÊNIOS DO ROCK NACIONAL, BEM DIFERENTE DE GRUPOS DE UMA OU DUAS MÚSICA APENAS, TAIS COMO TITÂS, DETONAUTAS E OUTRAS PORCARIAS QUE APRECEREM E SOMEM SEM DEIXAR VESTÍGIOS, E FELIZMENTE NÃO DEIXAM VESTÍGIOS.

  24. Orlando Says:

    Tiago Agostini qual é o seu melhor trabalho apresentado? Ainda não entendi sobre esta matéria?????? quem é você????

  25. claudio Says:

    Engenheiros para mim, só o primeiro disco. Cada lançamento a partir daí conseguiu ser pior que o anterior. E assim sucessivamente…

  26. jR. Kassady Says:

    Os engenheiros não fizeram aniversário, até porque, não existem mais…
    A banda não faz mais shows a cerca de 2 anos, e humberto está em um novo projeto com o duca, da banda cidadão quem,
    .
    .
    Humberto é o cara, e só… Quem puder, ouça o novo trabalho feito em parceria pelos dois

    http://www.poucavogal.com.br

    • Cecília Says:

      Engenheiros não acaba…. Caso você não saiba, Hu,berto sempre dá um tempo na carreira. Não é a primeira vez que faz isso nem será a última. Se quiser conferir, ouça o CD do Humberto Gessinger Trio….

  27. emerson Says:

    NÃO: O HUMBERTO É UM GENIO DE UM ROCK NACIONAL IMCOMPREENDIDO

    (JÁ QUE ESTAMOS FALANDO DE TROCADILHOS…)

  28. Lucas Moreira Says:

    Definitivamente não sou especialista em música.
    Mas para quem gosta do que é bom e sabe absorver o que uma boa música pode lhe proporcionar o único ajetivo para o ENGHAW é poesia pura!
    E para quem fala demais:
    “Não queremos aprender o que sabemos
    Não queremos nem saber”

  29. Ivan Says:

    Melodia, sonoridade, ritmo, letras, qualidade musical incomparável as demais bandas nacionais!!!!
    Eng. Haw, isso é música de verdade!!

    Abs

  30. Carlos N Mendes Says:

    Rock nacional? Quê rock nacional? Se isso um dia existiu, faleceu em algum dia da década de 90. Hoje vivemos a era da reciclagem. Sampling era uma coisa inventada para ser tempero, e virou prato principal. Se é para reciclar, reciclo eu mesmo – estou ouvindo “A Massa”, de Raimundo Sodré, que não é rock mas mata de vergonha 99% da produção musical nacional dos´últimos 20 anos.

  31. Gustavo Says:

    Sou um ouvindo do EngHaw desde os 10 ou 12 anos, na época o que me conquistou foi o rítmo diferente que a banda oferecia. Hoje aos meus quase 27 anos, vejo que continuo gostando daquela mesma banda, daquele estilo musical, das letras bem trabalhadas e vejo que não perdi tempo ouvindo. Sei que o HG é bem egocêntrico, mas talvez seja este egocentrismo que o faz produzir músicas bem escritas e que agradam quem tem bons ouvidos, independente de modismo, fato bem diferente que vejo fazer sucesso sem nenhum conteúdo como axé, funk e outros relacionados.

  32. JP Says:

    Sempre gostei mais de Engenheiros do que Titãs, Paralamas e Capital. Bandas excelentes mas que, para mim, pecaram pela inconstância (muitas músicas boas, mas também muita porcaria)

  33. Ana Says:

    Sempre ouvi EngHaw, amo de paixão o Humberto Gessinger e curto todos os trabalhos dele até hj… independente se é Pouca Vogal, Trio, enfim… isso sim é música!!!!

  34. Rogerio Says:

    Era só o que faltava: falarem mal de bandas como Titãs ou Paralamas… Eles fazem parte da história, enquanto os Engenheiros não são nem lembrados. Aliás, não era uma banda, mas um vocalista ruim com músicos (variáveis) em volta. Dizer que um cara que gravou “O Papa É Pop” merece respeito, fala sério!

    • Cecília Says:

      Você não entende de música, de Engenheiros, tampouco do Papa João Paulo II (pra quem, a música foi escrita). Dá uma olhadinha na história do Papa e as coisas que ele fez (que nenhum outro papa fez nem fará) e você concordará: o papa é pop!

    • ENLB Says:

      A música tem q ser entendida dentro de seu contexto histórico

  35. Bosco-Caruaru-PE Says:

    ENGENHEIROS DO HAWAII NA EPOCA DO GLM ERA UM DOS MELHORES TRIUS DA MIDIA SENSACIONAIS MAS HOJE EM DIA INFELIZMENTE NAO EXISTE MAS ENGENHEIROS SO SOBROU A MARCA É UMA BANDA QUALQUER , AGORA GLM FOI SENSACIONAL E MUITO MELHOR QUE BANDAS CITADAS NESTA PAGINA

  36. Lurana Glória Guimarães Says:

    Quem sabe o q eh música boa, sabe que banda boa mesmo eh banda oitentista, hj em dia tá difícil achar o q eh realmente bom, mas ainda há exceções. Os fãs mais conservadores acham que a banda acabou com o fim do GLM, eu não concordo, afinal de contas, o HG continua, aliás, agora deu um tempo, então pode-se dizer sim que a banda faz 25 anos pois a mesma não acabou, o HG não disse isso hora nenhuma. Simplesmente pararam um pouco, para o HG desenvolver esse projeto Pouca Vogal c/ o Duca do CQ, q por sinal eu gosto muito e terei o privilégio de ir ao show nessa sexta feira =)
    Adorei a reportagem, assustei um pouco c/ a frase “que não era legal gostar de eng haw qdo entrou na faculdade” mas ao longo do texto isso é esclarecido.
    Parabéns pela matéria, viva Humberto Gessinger, viva tds as bandas oitentistas de rock e eh claro como diz Bruno Gouveia, “Viva o rock nacional!”

  37. Jean de sampa Says:

    O trabalho dos caras ja foram muito bom, mas o vocal sempre pecou em achar que eles,seus trabalhos e seu estado eram os maiorais….

  38. Arthur Says:

    Eu Tinha o Mesmo Preconceito Imbecil que Muitos Tem em Relação a Banda… Daí Veio Meu Irmão Mais Velho com Uma Enxurrada de Músicas do Engenheiros Para Eu Ouvir e PRESTAR ATENÇAO DIREITO nas Letras e Foi Uma Coisa Importante Para Mim…

    Estou com o Tchau Radar no Mp4 Hoje e Sempre Ouço Vários Discos Deles… Eu Gosto Também do Simples de Coração…

    Acho que Falta ao Povo Simplicidade de Coração Hoje em Dia, Porque Chamar Umas Merdas como Strike, Nxzero, e Tantos Outros Lixos de Rock Nacional é Foda!!!

  39. Andre Says:

    Desde que ouvi EDH tenho escutado criticas boas e ruins ao mesmo tempo, como nos comentarios aqui deixados, não sei se todos fazem parte da mesma epoca que a minha, mas quando os EDH lançaram o disco (de vinil diga-se de passagem) Alivio Imediato tocado em pleno Canecão, pra mim foi incrivel, quem tiver curiosidade escute. Talvez não se trate de egocentrismo do Humberto, talvez ele queira ser reconhecido pelo bom trabalho que fez, quem não quer né? Mas vale relembrar o que ja foi dito que ele é um altentico brasileiro que ama suas origens sem deixar que ninguem fale mal delas, isso merece respeito. Diferente de muitos que aqui postaram comentarios. E quem ja foi sabe que cada show é sempre diferente, tanto as musicas que ele muda a letra na hora, quanto o incentivo que eles dão para o publico cantar com eles. Bem, gostar ou não do EDH é fato, ou se gosta ou odeia, são dois lados da mesma moeda. Mas a banda merece respeito por toda a trajetoria e pelo repertorio deixado, com muitas musicas boas, ate mesmo as do lado B são otimas. Quem não gosta pelo menos tenta ler as letras e enxergar nas entrelinhas. Talvez o odio esteja em cima do vocalista. Na minha opinião, os EDH eram melhores na antiga formação, Gessinger Licks e Maltz. abraço a todos.

  40. JCM@STER Says:

    Eu acredito que os HW fazem parte sim do seleto grupo das “grandes bandas de rock” dos anos 80/90 … Até o Paralamas tocava musica escrota as vezes, ou “Óculos” é um primor? o Titãs então, cansou de fazer musica ruim (e eu adoro Titãs) … Não dá pra julgar a banda por meras análises simplórias … Antigamente não se usavam os redondilhos e os versos decassílabos pra alcançar um número maior de pessoas entendendo a mensagem? É até natural … Agora, eu acho que as pessoas analisam as letras do HW muito superficialmente, lêem a letras, não prestam atenção na mensagem, infelizmente.

    Faço aqui um apelo, que apareçam bandas tão boas quanto as que tinham antes, a renovação é necessária, mas, FRESNO, NXZERO, CPM24 não né, pelamor !!! … E se pintar mesmo o Tico Santa Cruz num retorno triunfal dos Raimundos, vai ser massa huahua … Abraço a todos.

  41. Leandro Trindade Says:

    Longa vida ao Engenheiros!!!!!!!

    • FERNANDA SANCHES Says:

      MEU AMO ENGENHEIROS DO HAWAI, É MASSA, TUDO DE BOM…………………..E VAMO QUE VAMO VCS SÃO UNICOS E PERMANECERÃO NA NOSSA MENTE PARA SEMPRE….BEST SELLER………………….FERNANDA.

  42. Alexandre Lourenço Says:

    Pra mim quando eu olho para o Humberto Gessinger eu acredito que os engenheiros ja se foram faz tempo, eu não sei por que ele não assume logo uma carreira solo, mas se vc reparar, eu acho que essa carreira solo dele ja começou faz tempo, ele esta muito dependente do nome engenheiros, acho que soa muito mais forte do que o seu próprio nome!!!!

  43. Alber Dias Says:

    Estranho… sempre achei o Augusto Licks o guitarrista mais inovador dos anos 80 no cenário nacional… não me lembro de outro guitarrista de rock naquela época usando técnicas parecidas… tinhamos o Roger com um rocabilly (muito bom por sinal), Loro jones (sem comentários sobre técnica, mas sabia o que estava fazendo), Tony Beloto (não me lembro agora de nenhum solo marcante dos Titãs), o Herbert (agora sim muuita técnica, virtuosismo mas faltou felling nos efeitos sujos… bateu na trave), e talvez o que se não foi melhor era muito pouco abaixo… Edgar Scandurra ( além de não usar paletas, tanto solava quanto tocava muito bem com efeitos limpos)… bateria nos EdH realmente era fraco, (Maltz quase sempre fazia viradas apenas nas caixas) o que não quer dizer que era ruim… No baixo o Humberto era razoável, Flávio Lemos (Capital) era ótimo em seu instrumento o Maurício Defendi também (Ultraje) mas… em shows ou discos ao vivo algum deles fazia isto cantando?
    Isto fez de Humberto Gessinger e sua turpe uma das maiores bandas da década de 80

  44. Ana Paula Says:

    Parabénssss ao Engenheiros!!!!!!!

  45. sidnei Says:

    Eu sou fã dos EngHaw a 20 anos,o Humberto é um genio do Rock Nacional,muitos Cds lançados até hj e não precisou da midia ,shows sempre lotados e a banda que possui muitos fãs,como diz o Humberto fãs de fé….
    Viva os ENGENHEIROS DO HAWAII !!!! SEMPRE !!!!

  46. Clair Says:

    O cara é ridículo, deturpa todos os poemas e citações de Sartre… Faz combinações horrorosas e além de tudo se mostra muito infantil em todas as entrevistas… Essa de ame ou odeie é a cara do cara, SEM NEXO ALGUM!!!!

    • sidnei Says:

      Nossa meu,se não gosta blz,vc não faz falta nenhuma pra os ENHGAW,o HG tem muitos ,muitos fãs de fé que sabem o que ele quer dizer nas suas letras….
      AME-O…DEIXE-O…..

    • cassio Says:

      So p/ vc meu caro engenheiros é engenheiros
      como a juventude é uma banda numa propaganda de refrigentesssssssssssssssssss

  47. Ian Says:

    Licks Inovador??? Humberto Gênio ???? Claro que se compararmos a Fresno, CP”EMO” 22, Glória, Pitty… Agora vamos e venhamos, mesmo nos anos 80 os Engenheiros pareciam ter um som de décadas atrás (como Raul Seixas mas sem as mesmas surpresas nas letras). Óbvio que tem sua importância e sua qualidade, mas tá longe de ser um grande marco na música brasileira… Da discografia do Engenheiros pinçamos algumas boas músicas com boas letras e ponto… Parabéns por “sobreviver” 25 anos sendo ainda “só mais um”.

    • sidnei Says:

      + 1 que não conhece sua trajetoria.quem esta criticando conhece EngHaw só até o Papa é Pop,os EngHaw fizeram cds belissimos e letras maravilhosas,vai olhar primeiro o arsenal de canções,arranjos e depois diz alguma coisa.
      ENGENHEIROS DO HAWAII NA VEIA……!!!!!!! 25 ANOS PARABÉNS!!!!

  48. nivaldo da silva Says:

    Engenheiros não deve nada a ninguém…

  49. Paulo Sette Says:

    Longa vida ao Engenheiros!!!!!!! [2]

  50. HELVECIO Says:

    no brasil e engracado ,enche-se a bola de cantores e bandas internacionais ,que nada acrescentam a nossa cultura ou ao nosso povo ,que invadem radios e tvs brasileiras co letras escrupulas e infundadas ,com frases pornograficas e de realidades diferentes das nossas ,cultuao bandas internacionais sem valor algum, e , quando temos valores nacionais tais como humberto do s eng. samuel skank,raul seixas ,hebert viana e tantos outros que viveram e vivem a nossa cultura que cantam o que o nosso povo vive ,nao dao valor ,puro e simplesmente porque muitas as vezes nao se encaixam nos perfis e escretes da critica burra que nao consegue enxergar mais do que a venda de disco ou shows lotados ,PARABENS AOS ENGENHEIROS ,PARABENS HUMBERTO !!!!!!!!!!!

  51. Elias Says:

    Qualquer rock é melhor do que o rock que se faz atualmente no Brasil. Só existe lixo. Radiohead na veia.

  52. Flavia Says:

    25 anos de Engenhoca?
    Mas esta bosta de banda mequetrefe de letras babacas e óbvias não tinha acabado?
    Porra, o Humberto é um pé no saco, tem uma voz e um sotaque irritantes e as músicas são muio ruins.
    Este bairrismo gaúcho me enoja.

    Pendura duma vez as chuteiras e calem a boca que é um enorme prazer o silêncio de vocês.

  53. Deise Says:

    Como se não bastasse, a filha do Humberto puxou ao pai: é burra pra caramba!

    Uma vez estava com um pessoal que fazia a luz num show deles e acabamos jantando juntos depois. Uma porcaria.

  54. Emerson sena Says:

    Até hoje guardo uma foto em que Humberto me mandou autografada, por sinal, Carlos Maltz também o fez. Fiz cover do Renato Russo por alguns anos por ser fã da Legião, porém quem gosta de rock nacional já cantou seja num videokê ou no banheiro, Engenheiros do Hawai como Legião, Titãs, Paralamas, Capital Inicial, Irá, Blitz, Kid Abelha, Raimundos, Nenhum de Nós… Vida longa ao Engenheiros…vida longa a Humberto e CIA…

  55. ROBERT Says:

    MORTE AOS FUNKEIROS E AO PRÓPRIO FUNK E VIDA LONGA AO ROCK DOS ANOS 80.

  56. carlos Says:

    Amigos, vamos voltar atrás e relembrar .
    Faz 25 anos que essa “grande banda ” do cenário nacional surgiu e sobreviveu com sua identidade própriam até hoje.
    Será que esses novos lixos nacionais que vem aparecendo sobreviverão ? Parecem todos a mesma bosta !!!

  57. Túlio Says:

    Depois da Infinita Highway e terra de gigantes, os engenheiros se tornaram arquitetos.

  58. Renio/DF Says:

    Só acho que os Engenheiros perdeu muito, mas muito mesmo com a saida do guitarrista Augusto Licks (vistuosissímo)…
    A banda ficou sem rumo e Humberto não conseguiu fazer o que fazia antes. Mas sem duvida é uma Banda muito boa dos anos 80.

  59. Fred Ribeiro Says:

    Engenheiros do Hawai , com a formação GLM, não devem a ninguem, pois nas apresentações primórdias, quão meramente foram esquecidas, mas aprenderam com erros e cresceram com acertos!
    PS: Nota 10 ao Helvecio!

    Nota 10 ao Helvecio!

  60. alexandre Says:

    Nossa, o cara e tosco e a banda sem os integrantes antigos já morreu a muito tempo

  61. Bruno Says:

    A melhor formação musical foi com o Adal, Lucio e Luciano, os caras eram muito bons!

  62. ROBERT Says:

    MAIS UMA VEZ VIVA O ROCK ANOS 80 E BANIMENTO E MORTE AO FUNK E SEUS FUNKEIROS. ELES CAUSAM NOJO E SENSAÇÃO DE VÔMITO.

  63. ROBERT Says:

    COMO JÁ FALEI VIVA O ROCK DOS ANOS 80 E BANIMENTO E MORTE AO FUNK E SEUS INOJADOS FUNKEIROS.

  64. gudo Says:

    melhor banda do brasil e não se discute ..engwai é sempre uma das melhores atrações em BH.. espero que tenha show de vcs aki este ano………………..

  65. karen Says:

    Faltou referir os Garotos da Rua, que ainda trilham o rock felizmente.

  66. rominha Says:

    nossaficou horrivel estecabelo parace uma VELHA!!!!!!!

  67. rominha Says:

    nosaaaaa este cabelo ficou horrivel parece uma velha!!!!!! KKKKKK

  68. Rafael Says:

    Engenheiros tem uma ou outra música legal, o resto é chato demais. Mas ainda assim, é melhor do que o atual rock nacional (Fresno, Pitty, NXqualquer coisa).

  69. Bella Says:

    AMOOOOO eles.

  70. JOHNNY Says:

    o que ha de errado em ser normal, não sou fã mas gosto da musica.

  71. Margareth Says:

    Adoooooro, mas esse cabelo do Humberto heim?? fala sério!

  72. Margareth Says:

    Quem não gosta, não gosta! Fazer o que! Mas ficar gerando e alimentando discussões e briguinhas é falta do que fazer heim?!
    Amo e admiro Engenheiros de paixão!!!

  73. Verônica Ettore Says:

    Trecho que gosto muito porém não me lembro o nome da música: “desate o nó que te prendeu a uma pessoa que nunca te mereceu!”

  74. Mozart A Coelho Says:

    Uma das maiores bandas brasileiras de todos os tempos. É lógico que não é um compositor do quilate de um Renato Russo, mas com certeza escreve letras muito bem. Sempre gostei dos jogos de palavras que o Gessinger coloca em suas músicas. Parabéns Engenheiros!!

  75. Leo Santos Says:

    Bom galera… Engenheiros faz parte da minha história, curto 90% das músicas e sou fã de carteirinha. O Humberto é o melhor vocalista, na minha opinião, do rock nacional (que já existiu, mas agora como diz o grande Marcelo Nova: “O rock nacinal foi ao cabelereiro!” porque ele é multiinstrumentista.
    Enfim, eu curto bastante o rock dos anos 80 em geral (Titãs, Paralamas, Camisa, Ultraje…” mas o EH foi o que mais marcou minha vida.

    Abraço a todos

  76. Francisco Nascimento Says:

    Quando os engenheiros surgiram, com “sopa de letrinhas” eu achei muito legal, “infinita higway” e outras musicas que se seguiram em outros discos também. Mas a partir de um determinado momento os Engenheiros do Hawaii tornaram-se repetitivos demais e as musicas pareciam uma a continuação da outra. A banda ficou chata e a coisa mais brega que tinha era ter um disco deles.

  77. Leozin Says:

    Bom, vejo que quem critica os Engenheiros, devem gostar de SERTANOJO, IDIOTA QUEST, NX ZERO, FRESNO…, ou seja, eles entendem de musica que nem eu entendo de Astronomia, ou seja, NADAAA…. ahahhahahahhahahaha
    Salve o rock nacional ANOS 80!!!!

  78. Nando Says:

    SHow de bola !!! Gessinger the best !!! Parabens pelos 25 anos ..

  79. Deise Says:

    Ofender quem ? Democracia: vocês estão dizendo que gostam de lixo e eu estou dizendo que não curto lixo.
    Se se ofendeu, problema seu.

    Engenhoca é lixo.

  80. Deise Says:

    Gessinger the best??? HAUHUAHUAHUAHA! PQP.

  81. Deise Says:

    “Leozin disse: 12/01/2010 às 19:24Bom, vejo que quem critica os Engenheiros, devem gostar de SERTANOJO, IDIOTA QUEST, NX ZERO, FRESNO…, ou seja, eles entendem de musica que nem eu entendo de Astronomia, ou seja, NADAAA…. ahahhahahahhahahaha
    Salve o rock nacional ANOS 80!!!!”

    Enganou-se. Tudo lixo. Nem todo rock de 80 é bom.
    Vira o disco. Tem rock e rock. Engenheiros é do tipo patético.

  82. Deise Says:

    Quando um cara ruim é muito criticado, seus fãs ( ou ele mesmo) se auto-rotulam “incompreendidos”.

    HAUHUAHUAHUAHUAHAUHAUH!

  83. Phill Says:

    creio que isso é como diz na letra “engenheiros do hawaii”.. “eles odeiam Albert Camus; so qurem ler gibi” daria pra resumi tudo isso, bandas como fresno, nxzero, strike,.. e cia ltda, sao o que??? se engenheiros sao tao ruins pq eles ainda tem grandes vendas de cds, discos de ouro atualmente, porque meia duzia dizerem que sao uma bandinha que ficou no tempo, o Humberto, nao é um deus da musica que mereça um pedestal, e pra que esse pedestal??? bandas dos anos 80 tem varias bandas boas, mais tambem tem grande parte que foi esquecida, nao existe??? e alem disso EngHaw ainda nao chegou aos 25 anos 11/01/85 quanto tempo q dá??? 23 anos e ainda sobreviveu a tudo isso, teve seus momentos altos como todo banda tem, ou isso é merito ou demerito de alguma banda??? e outra, o fato de ser mais regionalista, ter feito uma trilogia de cds que formavam a bandeira do RS, como é dito, sobre o Renato Russo, compara a ele?? o que ele trouxe dediferente, um melancolismo bucolico?? no começo ate vai, como tantas outras bandas Barao Vermelho, a propria Legiao Urbana, Cazuza, Raul Seixas, entre tantos outros que davam pra falar, e sobre citaçoes de Sartre, eu gosto do que foi feito, pra falar de Sartre obviamente tem que ao minimo conhece alguma coisa ou nao?? na maioria das vezes minha busca por livros deles foi pq as musicas davam a sugestao a isso, como “idade da razao” de Sartre que creio que foi usado pra citaçao da “Infinita Highway” e outra citaçao de Sartre na musica “Guardas da Fronteira”, dentre outras coisas, ser Erudito para escrever musicas, ser multiinstrumentista, poder ter uma formaçao maleavel, como foi apartir do 10.001 destinos que foram todos aparecendo e nao sendo chamados, por causa disso ou por causa daquilo!!, é reconhecivel que se peca em varias musicas, mais me diga senhor Mauricio, qual foi a banda que teve letras com trocadilhos, gerundios, esteve à convite da URSS pra tocar lá??? convite é a mesma coisa que agendar show?? da mesma forma que é dita no proprio livro do Humberto “A banda que montamos pra durar apenas uma única noite” e pelo visto ja é uma noite bem longa “no” 23 anos recebendo criticas positivas e negativas por musicas, estilo de tocar, formaçoes e toda essa parafernalha que tem nessa mídia que vende apenas o que tem q se ouvir, receber criticas é natural, as vezes frustrante pras pessoas, mais sao nelas que tudo se destroi e se reconstroi, construir uma banda nesse cenario que tem hoje mais “hi-tech” essa geraçao pós- revoluçao sexual, é algo bem patetico, alguem lembra que estava no auge 2 ou 3 anos atras??? ou ate mesmo o que vc comeu a 10 anos atras no centro da cidade??? mesmo que seja dito que Engenheiros do hawaii, é uam banda que usa trocadilhos, Mauricio, pra meio entendedor meia palavra basta, ja leu o livro que o humberto escreveu sobre a tragetoria e sobre tudo que aconteceu, somando isso pra fecha as lacunas que sao colocadas no livro, a Storia se cruzando com a do Maltz, somando a isso creio que fecharia o livro, mais como é a visao do humberto sobre a banda tudo bem entao, mais e ai??? se engenheiros nao é uma banda que se respeite no cenario nacional, porque respeitar todas as outras, ser segregacionista é isso que vc e todos os outros??? uma ou umas certas e todas as outras erradas? gosto é como bunda, cada um tem a sua!!!! e continuando so para terminar creio eu esse OVERBOOK ta muito longo, mais tudo bem, vc postou varias coisas videos e a foto do acustico MTV, um detalhe mudar de visual é algo anormal??? ou vc coloca muitos tabus em cima de uma banda que despreza ou uma parte despreza, mais mesmo assim ela vai continuar vendendo CDS, DVDs e tudo mais, e ou é necessario dizer mais alguma coisa???

  84. Nevilton Says:

    muito bacana o texto, Tiago! abraço!

  85. Vinicius Tom Says:

    Eu acho que pra entender o Gessinger o gênio, não precisaria de outro genio?

  86. Deise Says:

    Vocês estão se chamando de gênios, então? Porque acham que “entendem” o chato e medíocre Gessinger?
    Olhem as letras das músicas. Se aquilo é coisa de gênio, pensem que o QI de vocês deve ser mesmo muito baixo.
    Nunca vi tanto lugar-comum, tanto clichê e versos rasos como os dele.
    Qual o padrão literário a que os fãs do gênio Gessinger estão acostumados? Por favor…

    Vendem bem em relação a quem? Que argumento mais tosco!
    E ademais, neste país o que mais vende é porcaria mesmo.
    Abraços.

  87. Deise Says:

    E Phill, acho que você precisa estudar a Língua Portuguesa um pouco mais, antes de julgar alguma coisa escrita pela Engenhoca.
    E não adianta argumentar que escrever na internet é assim mesmo. Quem escreve mal aqui, escreve mal em qualquer lugar.
    Quem escreve mal, tem baixa capacidade de análise sobre o que é um letrista gênio ou um letrista medíocre.
    Gessinger é um letrista engana-bobo. Daqueles que engana professor no colégio com blablabla pseudo-intelectual.

  88. Deise Says:

    “Por isso, garota, façamos um pacto
    De não usar a highway pra causar impacto

    Cento e dez, cento e vinte
    Cento e sessenta
    Só prá ver até quando o motor agüenta”

    DÃHHH!!! Um gênio de 12 anos punhetinha escreveria isto e seria aplaudido freneticamente por outros gênios punhetinhas de 12 anos.

    Sem mais.

  89. Ranieri Merini Says:

    Aeeeee Tiagão… Escrevendo pro iG, maneiro cara.
    Sucesso na carreira. E tudo de bom ae.
    Abraço

  90. kadfael Says:

    A banda em questão criou uma aura de intelectualidade aos seus fans no que discordo humildemente.Senão vejamos,o som é tosco até pra rock nacional,o vocal é chato,arrastado,dolente,as letras são terríveis,poemas pra boi dormir.Ouvindo hoje o Engenheiros com mais atenção gosto ainda menos!!!!

  91. kadfael Says:

    Essa banda ainda existe?Ou será q nunca existiu de verdade?

  92. Stella Says:

    Feliz 02/02!!!!!!
    =)

  93. Eliphas Levi Says:

    No meu ponto de vista uma das melhores Bandas de Rock do Brasil, pena que o povo brasileiro não gosta de música de qualidade. Ainda não sabemos interpretar as entrelinhas de letras de gênios como Humberto Gessinger, Raul Seixas, Zé Ramalho, Chico Buarque, Caetano Veloso, etc e tal. Não sabem ouvir música. Temos que viajar na melodia e na harmonia, no som do contra-baixo, da guitarra, teclado, piano e bateria, etc… falto ter um orgasmo.rsrs .Estudo música por volte de 15 anos e me sinto um eterno aprendiz . Infelizmente nosso povo valoriza mais o que vem de fora do que o que é produzido aqui por isso estamos do jeito estamos . Sem falar que alguns ainda culpam os politicos por vivermos neste país de desiqualdade social e miséria intelectual e cultural.. Na verdade estamos na merda por culpa do povo brasileiro, Nicolau Maquiavel dizia: “Todo povo tem o governo que merece”. A ignorância e a deseguildade econômica é o preço que pagamos por aqueles que se vendem e se corrompem. Gente busquemos conhecimento, pois saber é poder e enquanto isso vamos ouvindo Luan Santana, Pablo do Arocha, Michael alguma coisa e eu quero tchu e eu tcha. Mas . .Porém . . Contudo . . Falando do texto do cara não concordo, para mim GESSINGER É GÊNIO SIM, SOU FÃ DA FILOSOFIA GESSINGERIANA E OS ENGENHEIROS SÃO DA PRIMEIRA LEVE E MERECEM RESPEITO , mas gosto é igual a cú e cada um tem o seu.

  94. The voices of Rock Says:

    Análise de hater do caralho. Falta um pouco de escolaridade da sua parte para entender as músicas de Gessinger cujas letras são compostas de figuras de linguagens e previsões. Ademais, as críticas são tão fodas, não é atoa que a banda foi considerada a mais inteligente pela revista americana, Billboard. Essa tua análise foi típica para denegrir a imagem da banda. Shame on you.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: